A edição 2021 do Ranking do Saneamento Básico, divulgada nesta semana pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a consultoria GO Associados, apresenta Sumaré na lista das cidades brasileiras com os melhores indicadores em saneamento. Pela primeira vez no ranking nacional, o município ocupa a 50ª posição do estudo, que avalia os indicadores de acesso à água potável, coleta e tratamento dos esgotos dos cem maiores municípios do país.

Segundo o ranking, Sumaré possui um índice de fornecimento urbano de água para 98,82% da população, além de 98,82% e de 21,38% em coleta e tratamento de esgoto, respectivamente. Os dados do estudo são elaborados a partir de informações compiladas do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), que tem sua última base de dados referente ao ano de 2019.

Com nova metodologia e a inserção de novos indicadores dos serviços de água e esgoto, o Ranking do Saneamento revela ainda que Sumaré é a 15ª cidade melhor posicionada em atendimento total de esgoto. A análise reforça que 98,82% da população já tem seus esgotos coletados, enquanto a média brasileira para esse serviço ainda é de 54,1%.

De acordo com Rodrigo Dias, diretor de operações da BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, o bom resultado é fruto de um trabalho contínuo e bem planejado. “A listagem de Sumaré no ranking anual demonstra que estamos trilhando o caminho certo. Nossos serviços têm impactos diretos na saúde e na qualidade de vida da população, por isso, estar classificado entre os melhores municípios brasileiros vem reforçar nosso propósito de seguir transformando a vida das pessoas pelo saneamento”, destaca.

A BRK Ambiental já investiu R$ 131 milhões em melhorias no sistema de saneamento da cidade. São investimentos que vão de ampliações e modernizações do sistema público de água e esgoto, visando atender o crescimento contínuo do município, até a construção de novas instalações como estações de bombeamento e adutoras de água. Para os próximos dois anos, a concessionária conta com um plano de investimentos no valor de R$ 153 milhões.

Para o sistema de esgotamento sanitário, que já destacou Sumaré na edição 2021 do ranking, há ainda importantes investimentos para serem executados. “Para os próximos dois anos estão previstas a construção de duas estações de tratamento de esgoto de grande porte, fazendo com que a cidade alcance a universalização (100%) desse serviço”, revela o diretor.

Atualmente, a empresa se prepara para o início da construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Tijuco Preto, que será responsável por tratar o esgoto da bacia de mesmo nome, formada pelas regiões do Matão e Área Cura. Com investimento previsto de R$ 60 milhões, a nova estação vai permitir elevar o índice de tratamento de esgoto do município dos atuais 30% para 65%. As obras de terraplenagem já estão concluídas. A segunda estação a ser construída é a ETE Quilombo.

“A universalização dos serviços de esgotamento sanitário em Sumaré é prevista para ocorrer em 2026, cumprindo, assim, a meta estabelecida pelo Marco Legal do Saneamento Básico, que prevê a universalização dos serviços em todo o país até 2033”, destaca Dias.

RANKING DO SANEAMENTO

Baseada em dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento) de 2019, última base de dados disponível, o Ranking do Saneamento avalia os indicadores de acesso à água potável, coleta e tratamento dos esgotos nos cem maiores municípios do país. A publicação anual está disponível na página do Instituto Trata Brasil – http://www.tratabrasil.org.br/

Espalhe por ai:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/03/BRK_Sumare-1024x576.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/03/BRK_Sumare-150x150.jpgRedação Agenda 7DestaquesSumaréA edição 2021 do Ranking do Saneamento Básico, divulgada nesta semana pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a consultoria GO Associados, apresenta Sumaré na lista das cidades brasileiras com os melhores indicadores em saneamento. Pela primeira vez no ranking nacional, o município ocupa a 50ª posição do estudo,...Portal de notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP