Em maio de 2021, a produção industrial nacional avançou 1,4% frente a abril , interrompendo três meses consecutivos de queda, quando acumulou perda de 4,7%. Já em relação a maio de 2020, o crescimento foi de 24,0%, nona taxa positiva consecutiva e a segunda mais elevada da série histórica, abaixo apenas da registrada em abril último (34,7%). No ano, a indústria acumula alta de 13,1% e, em doze meses, de 4,9%. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O avanço (1,4%) da indústria em maio, frente ao mês anterior, foi acompanhado por duas das quatro das grandes categorias econômicas e 15 dos 26 ramos pesquisados.

Entre as atividades, as influências positivas mais importantes vieram de produtos alimentícios (2,9%), em alta após a queda de 3,2% no mês anterior; pelo de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,0%), que eliminou parte da perda de 10,0% registrada em abril, e por indústrias extrativas (2,0%), com o terceiro mês seguido de crescimento, acumulando expansão de 10,0% no período.

Outras contribuições positivas importantes vieram de metalurgia (3,2%), de outros produtos químicos (2,9%), de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (8,0%), de bebidas (2,9%) e de confecção de artigos do vestuário e acessórios (6,2%).

Espalhe por aí:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/07/industria-907x1024.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/07/industria-150x150.jpgRedação Agenda 7Brasil e MundoDestaquesEm maio de 2021, a produção industrial nacional avançou 1,4% frente a abril , interrompendo três meses consecutivos de queda, quando acumulou perda de 4,7%. Já em relação a maio de 2020, o crescimento foi de 24,0%, nona taxa positiva consecutiva e a segunda mais elevada da série histórica,...Portal de notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP