O consumidor bancário está cada vez mais digital. Impulsionado pela pandemia de Covid-19, os canais digitais registraram um aumento de 90% no número de contas abertas e já respondem por 80% do pagamento de contas, de acordo com pesquisa da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos).

A presença das fintechs e bancos digitais no Brasil é cada vez maior. E a nova opção do mercado para quem busca mais rentabilidade nas plataformas digitais é a Phyllon Bank.

Lucas Araújo, CEO e um dos fundadores da Phyllon Bank, explica que a fintech chega para revolucionar o sistema de crédito, mudar o comportamento do consumidor e se tornar a maior startup de crédito consignado do país. “Com uma tecnologia totalmente interativa, queremos adotar um novo conceito de Uber no segmento financeiro”, afirma o CEO.

O foco da Phyllon Bank é promover a troca justa: quem investe terá uma rentabilidade maior e os juros para quem faz empréstimo serão menores que os praticados no mercado.

Para isto, a startup será voltada ao crédito consignado, uma das modalidades de crédito mais baratas para o consumidor e mais seguras para os bancos.  Lucas Araújo afirma que na Phyllon, o agente financeiro poderá emprestar até 100% do recurso captado, otimizando os resultados ao investidor. “Na Phyllon, todo mês o investidor tem acesso à parcela paga pelo cliente. E já com seu lucro pode reinvestir ou sacar”, detalha o CEO.

“Ao fomentar o empréstimo entre as pessoas, a Phyllon dá um importante passo na mudança do padrão atual do mercado financeiro. As pessoas querem mudanças e a Phyllon chega para inovar esta relação”, comenta.

Assim como a maioria dos bancos digitais, a Phyllon Bank não tem taxa de manutenção e oferece serviços personalizados ao cliente.

Espalhe por aí:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/08/LUCAS-ARAUJO-1024x683.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/08/LUCAS-ARAUJO-150x150.jpgRedação Agenda 7Brasil e MundoDestaquesO consumidor bancário está cada vez mais digital. Impulsionado pela pandemia de Covid-19, os canais digitais registraram um aumento de 90% no número de contas abertas e já respondem por 80% do pagamento de contas, de acordo com pesquisa da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos). A presença das fintechs e...Portal de notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP