Que tal contar suas próprias histórias em um documentário? Para quem quer se iniciar na arte de fazer esse tipo de filme, o Ponto MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia realizam a oficina “Documentários Domésticos”. As inscrições estão abertas e podem ser feitas por meio deste LINK. São 50 vagas disponíveis. Podem se inscrever pessoas a partir de 16 anos.

A oficina acontecerá ao vivo, de forma online e remota pela plataforma Zoom, nas próximas segunda, quarta e sexta-feira (16, 18 e 20/08), das 19h às 21h. A confirmação da inscrição será enviada por e-mail pela Secretaria de Cultura. O certificado também será enviado por e-mail aos participantes posteriormente após o término da oficina.

Os participantes aprenderão métodos de produção de documentário com diferentes tipos de equipamento, tais como celular, webcam, câmera semiprofissional, câmera com DSLR (abreviação da expressão em inglês Digital Single Lens Reflex), entre outros.

O conteúdo abordará técnicas para que os participantes consigam fazer filmagem e produção de um documentário sem sair de casa, conforme os protocolos sanitários e as orientações de distanciamento em virtude da pandemia, e os princípios básicos de edição e montagem. Também serão mostrados equipamentos de baixo custo e acessórios fáceis de serem encontrados ou adaptados a partir do que os participantes tiverem à mão.

A oficina também proporá a realização de um minidocumentário coletivo, a partir de gravações feitas pelos participantes. A temática será definida em conjunto. Ao final, as pessoas que participarem da atividade estarão aptas a produzir pequenos documentários, seja para uso profissional ou para compartilharem suas vivências durante o período de isolamento. A oficina será ministrada pelo artista visual e cineasta Lucas Gervilla. O profissional participou de mais de 160 produções audiovisuais. Em 2020, dirigiu os longas-metragens “Ruinoso” e “Fora da Capital”. É doutorando e mestre em artes visuais.

Confira abaixo o cronograma da oficina:

Encontro 1:
– Breve introdução ao documentário
– Que modos de documentário existem?
– Quais os equipamentos básicos para se filmar um documentário doméstico?
– Que tipo de documentário queremos fazer? Que história(s) queremos contar?

– Principais tipos de enquadramento no documentário

Encontro 2:
– Técnicas básicas para filmagem (ISO, abertura, velocidade, ajuste de branco, taxa de quadros)
– Como fazer esses ajustes: do celular à DSLR
– Noções básicas de som
– Principais tipos de microfone. Como fazer se eu não tiver um?
– Como gravar entrevistas

Encontro 3:
– Preparando o material para a edição
– Noções básicas de edição
– Edição do conteúdo gravado pelos próprios participantes

Obs.: Do encontro 2 para o 3, os participantes terão como tarefa gravar o material que será editado. Não é necessário ter nenhum equipamento especial. A ideia é usar o que os participantes tiverem à disposição.

Espalhe por aí:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/08/OFICINA-DE-DOCUMENTARIOS-PONTO-MIS.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/08/OFICINA-DE-DOCUMENTARIOS-PONTO-MIS-150x150.jpgRedação Agenda 7Cultura e LazerDestaquesQue tal contar suas próprias histórias em um documentário? Para quem quer se iniciar na arte de fazer esse tipo de filme, o Ponto MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia realizam a oficina “Documentários Domésticos”. As inscrições estão abertas e podem ser feitas...Notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP