Uma em cada quatro adolescentes brasileiras não tem acesso a absorventes no período menstrual. É o que mostra o relatório “Livre para menstruar”, realizado pela Girl Up, movimento que atua em 130 países. Outro estudo recente aponta ainda que 28% das mulheres jovens já deixaram de ir às aulas por não terem acesso a este item de higiene. A situação, agravada pelo panorama econômico nacional, mobiliza campanhas com o propósito de fornecer absorventes a quem precisa. Uma dessas iniciativas é a #AbsorvaEssaIdeia, encabeçada pela rede brMalls em parceria com a ONG Fluxo Sem Tabu e que conta com a participação de 19 centros de compra no Brasil, incluindo o Campinas Shopping. Em Campinas, a arrecadação de absorventes se estenderá até o dia 31 de março e a distribuição será realizada por uma entidade que assiste mulheres em situação de vulnerabilidade social.

A higiene menstrual é um direito reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) desde 2014, mas está longe de ser exercido, especialmente pelas mulheres brasileiras. De acordo com a pesquisa “Pobreza menstrual no Brasil: desigualdade e violações de direitos” realizada em maio de 2021 pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e Unfpa (Fundo de População das Nações Unidas), 713 mil meninas vivem sem acesso a banheiro ou chuveiro em seu domicílio e mais de 4 milhões não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas. “A situação é, de fato, preocupante. Por esta razão, o nosso engajamento na campanha #AbsorvaEssaIdeia é tão necessário”, afirma Thaís Sperancini U Gomez, gerente de Marketing do Campinas Shopping.

Além do centro de compras de Campinas, outros 18 shoppings que compõem a rede BrMalls no Brasil participam da iniciativa #AbsorvaEssaIdeia, realizada juntamente com a Fluxo Sem Tabu. A ONG fornece itens de higiene íntima para as camadas mais vulneráveis da sociedade e luta pela democratização do acesso à informação sobre o tema menstruação.

“Um dos principais problemas causados pela pobreza menstrual é a evasão escolar. Estima-se que uma entre cada cinco jovens perde aula por falta de absorvente. Com base nisso, se queremos uma sociedade com cada vez mais equidade entre gêneros, precisamos agir na base, não permitindo que meninas percam oportunidades por algo tão básico na vida de uma mulher”, diz Luana Escamilla, fundadora do Fluxo Sem Tabu.

Até o final de março, o Campinas Shopping disponibiliza em sua área caixas para arrecadação de absorventes higiênicos. “Temos ações para explicar a campanha em locais de acesso e uso, como os banheiros femininos, e divulgá-la em redes sociais”, reforça a gerente de Marketing.

“Nossos esforços é para chegarmos ao final de março com um volume significativo de absorventes arrecadados”, destaca Thaís Gomez. “Temos consciência de que a campanha, com a qual o Campinas Shopping se identifica, cumpre uma função social relevante e tão necessária nos dias atuais”, finaliza.

 

Espalhe por aí:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2022/03/Absorva-766x1024.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2022/03/Absorva-150x150.jpgRedação Agenda 7DestaquesRegiãoUma em cada quatro adolescentes brasileiras não tem acesso a absorventes no período menstrual. É o que mostra o relatório “Livre para menstruar”, realizado pela Girl Up, movimento que atua em 130 países. Outro estudo recente aponta ainda que 28% das mulheres jovens já deixaram de ir às aulas...Notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP