Cerca de 75% das empresas de varejo de Campinas são pequenas, médias, micros e MEIs (microempreendedores individuais). Se para os grandes comerciantes a pandemia da Covid-19 tem sido um grande desafio, para essas empresas a necessidade de se adequarem à nova realidade e aos novos rumos torna-se uma questão entre a vida ou a morte do negócio.

É com foco nesses empreendedores que a Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) realiza nesta terça-feira, 20, das 14h às 18h, o “Retail Conference 2021 – De volta para o futuro, de olho no agora”. O objetivo é promover a aceleração dos negócios por meio da adaptação das empresas ao comportamento atual do mercado. O evento é gratuito e inteiramente online. As inscrições devem ser feitas no link Retail Conference. Informações pelo Whatsapp +55 19.99607.7604 (ACIC).

O evento é voltado para empresários dos diferentes segmentos do varejo, pois serão mostrados os novos caminhos e habilidades que podem garantir vários anos de vantagem diante da concorrência, bem como formas inovadoras de comercialização. Também é do interesse de gestores, porque os ajudará a entender as soluções que grandes empresas varejistas do mercado estão criando para atrair clientes e gerar mais vendas, oferecendo uma visão estratégica por meio de cases e planos de ação que poderão inspirá-los em seus negócios.

“Os setores econômicos, entre eles o varejo, necessitam de dados precisos sobre o futuro dos negócios para, só então, tomarem decisões acertadas e estratégicas para enfrentar os desafios da retomada econômica, permanecendo relevantes no cenário pós-pandemia. No Mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) o comportamento do consumidor muda ininterruptamente e o segmento varejista deve estar sempre um passo à frente dele para poder surpreendê-lo com experiências de compra memoráveis. Nosso objetivo com este evento é, justamente, munir o empresário do comércio com informações relevantes sobre as tendências e as inovações para o setor, bem como apontar os caminhos do mercado de consumo. Ao amparar as empresas de varejo contribuímos para a manutenção dos empregos. Devemos estar preparados, hoje, para o que virá amanhã.”, diz a presidente da ACIC, Adriana Flosi.

Perfil do varejo em Campinas

Considerando a base de dados de dezembro de 2020, Campinas conta com 61.525 estabelecimentos de comércio e serviços. Deste total, 22.140 negócios são de varejo e representam 31,62% dos setores produtivos. As empresas de varejo apenas são ultrapassadas pelas de serviços, que somam 38.073 estabelecimentos na cidade. Apenas no período de janeiro a dezembro de 2020, muito afetado pela pandemia, foram abertas em Campinas 5.529 empresas e fechadas 3.942.

O varejo responde, atualmente, em Campinas, por 85.900 postos de trabalho. De acordo com o economista Laerte Martins, diretor da ACIC, 38% dos estabelecimentos de varejo estão nos shoppings centers, 35% instalados na região central e 27% na periferia. O faturamento do setor em 2020 foi de R$ 14,9 bilhões.

Programação do “Retail Conference”

Com conteúdo totalmente aplicável aos negócios, o “Retail Conference 2021 – De volta para o futuro, de olho no agora” contará com a participação de palestrantes que possam orientar os varejistas para a aceleração dos negócios por meio da adaptação das empresas ao comportamento atual do mercado. Serão quatro palestras divididas em dois blocos, seguidas de debates, e a apresentação de um case. O evento será bem dinâmico, entre as 14h e as 18h.

Eduardo Yamashita, sócio-diretor da Gouvêa Ecosystem, a maior consultoria especializada em varejo da América Latina, falará sobre “Ecossistemas de negócios: conheça o modelo de organização que está mudando o consumo e o varejo no mundo”. Yamashita apresentará o novo modelo de negócios do varejo de forma a impactar e ajudar no desenvolvimento do pequeno e médio varejista.

Espalhe por aí:
https://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/07/unnamed-18.jpghttps://www.portalagenda7.com.br/wp-content/uploads/2021/07/unnamed-18-150x150.jpgRedação Agenda 7DestaquesRegiãoCerca de 75% das empresas de varejo de Campinas são pequenas, médias, micros e MEIs (microempreendedores individuais). Se para os grandes comerciantes a pandemia da Covid-19 tem sido um grande desafio, para essas empresas a necessidade de se adequarem à nova realidade e aos novos rumos torna-se uma questão...Portal de notícias de Sumaré e Região de Campinas-SP